Atendimento 24h (11) 97422-2158
Clínica pra tratamento de maconha

Clínica pra tratamento de maconha

A maconha é a droga ilícita mais utilizada no mundo atualmente. Sua origem é uma planta e seu uso mais comum é através da inalação, ou seja, por meio do fumo. O efeito no organismo não é tão rápido: leva em torno de meia hora para que o auge seja atingido.

Apesar do uso recreativo e da fama de que é inofensiva, a maconha faz mal ao organismo e causa dependência química, além de ser a porta de entrada para o consumo de substâncias consideradas mais fortes.

Neste post, entenda melhor os efeitos da maconha no organismo e quais problemas de saúde ela pode ocasionar.

 

Efeitos da maconha no organismo

Como dissemos, depois de inalada, a maconha leva em torno de meia hora para atingir seu pico no organismo. Assim, a pessoa vai sentindo os efeitos em gradação, até atingir o pico e, em seguida, voltar ao seu estado normal. Os principais efeitos são:

  • Olhos vermelhos.
  • Boca seca.
  • Elevação da frequência cardíaca.
  • Percepção de tempo e espaço alteradas.
  • Aumento do apetite.
  • Capacidade motora reduzida.
  • Sensação de relaxamento.
  •  
  •  

 

Riscos para a saúde

Apesar da sensação de relaxamento e dos efeitos que os usuários consideram agradáveis, o consumo regular e prolongado dessa substância pode trazer sérios riscos à saúde. Veja os principais deles:

 

  • Problemas no aparelho respiratório

Como a maconha é inalada, o aparelho respiratório está em constante contato com essa substância, o que pode trazer severos danos ao organismo, ocasionando doenças como bronquite e câncer de pulmão.

 

  • Alterações cognitivas

A substância pode ocasionar a morte de neurônios e, nesse processo, trazer problemas como dificuldade de concentração, de retenção de informações e, consequentemente, de aprendizado.

 

  • Arritmia cardíaca

Uma arritmia é quando o coração bate fora do ritmo. Isso acontece porque o uso da droga estimula o sistema que controla o funcionamento do coração. Podem surgir também problemas como fibrilação atrial, taquicardia e até infarto.

 

  • Doenças mentais

A maconha causa não apenas efeitos físicos, mas também psíquicos. Sendo assim é comum que usuários desenvolvam problemas como ansiedade, depressão e até esquizofrenia.

A ansiedade é o mais comum deles, trazendo consigo uma sensação de pânico, acompanhada de tremores e de falta de ar.

No caso da depressão, se ela já existia antes de a pessoa iniciar o uso, a probabilidade de que o quadro se agrave aumenta muito.

Quanto à esquizofrenia, se o indivíduo tiver iniciado o uso antes dos 15 anos, se elevam as chances de desenvolvimento do problema.

Outros problemas como TDAH e transtornos psicóticos também podem surgir em usuários deste tipo de droga.

 

Como você deve ter percebido, são muitos os problemas de saúde que o uso da maconha pode gerar. Infelizmente a maior parte das pessoas só se dá conta disso quando já desenvolveu a dependência química.

Saiba que existe tratamento! A Clínica Viver sem Drogas possui diversas unidades em São Paulo e Minas Gerais para tratamento de homens e mulheres, inclusive menores de idade. Venha conhecer nossas instalações!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Viver sem Drogas para conversarmos mais! 
 
Pra conversar com um especialista clique aqui! 

As informações do post foram úteis? Se você tem algum caso de dependência química na família ou desconfia disso, temos uma infinidade de materiais para auxiliá-lo. Para isso, siga nosso FacebookTwitter, e LinkedIn e tenha acesso a outros conteúdos que possam ajudar. 

Este site usa cookies do Google para fornecer serviços e analisar tráfego.Saiba mais.